SERÁ QUE EU PRECISO PEDIR PRIMEIRO NO INSS A REVISÃO DA VIDA TODA?

Compartilhe

SERÁ QUE EU PRECISO PEDIR PRIMEIRO NO INSS A REVISÃO DA VIDA TODA?

Uma pergunta que sempre recebemos “será que eu preciso pedir primeiro no INSS a revisão da vida toda?”. E a resposta é DEPENDE. Eventualmente será necessário pedir a complementação de algum documento, ou de alguma fato que o INSS não tenha conhecimento. 

Nesse último texto da nossa jornada de conhecimento sobre a revisão da vida toda, irei te contar se é necessário ir primeiro pedir no INSS, ou, se já vai direito no juiz. Preparados?!

O QUE EU DEVO ANALISAR ANTES? 

Bom, antes de saber qual caminho percorrer, não se esqueça da documentação necessária para avaliar seu caso. E na postagem que fizemos sobre os documentos para a revisão da vida, mencionamos a cópia do processo administrativo. Nele constará o que o INSS fez para reconhecer seu direito. 

Existem casos em que, a revisão da vida toda, dependerá de provas das contribuições antes de 07/1994, bem como, algumas provas do tempo de contribuição. E quando o seu processo administrativo DEPENDER DE COMPLEMENTAÇÃO DESSAS INFORMAÇÕES, aí sim será necessário passar primeiro no INSS. 

Com isso, é importante saber os documentos:

QUAIS DOCUMENTOS SÃO NECESSÁRIOS PARA A REVISÃO DA VIDA TODA?

Se o seu processo  de concessão ou reconhecimento do direito ao benefício do INSS estiver tudo certinho, e possui todas as provas necessárias para o cálculo da revisão: dai não precisa passar no INSS, basta protocolar na Justiça. 

SERÁ QUE EU PRECISO PEDIR PRIMEIRO NO INSS A REVISÃO DA VIDA TODA? - Benefícios do INSS

COMO FUNCIONA  O PROCESSO ADMINISTRATIVO NO INSS? 

O processo administrativo nada mais é a forma como o INSS toma conhecimento do que está sendo pedido. É nele que se prova o direito a sua aposentadoria, a sua pensão ou qualquer outro benefício que, em regra, tenha cumprido todos os requisitos.  

Em alguns casos, mesmo que você esteja recebendo o benefício do INSS e tenha direito a revisão da vida toda, pode ser o caso de passar antes no INSS, para só depois ir para a Justiça. 

Essas situações acontecem quando precisa ser levado a conhecimento do INSS, documentos que ele não teve acesso, ou, novas formas de melhorar seu benefício. Um exemplo disso, é quando o segurado entra com ação contra a empresa, ganha esse processo. Tudo  que foi feito na ação trabalhista pode ter um impacto no seu benefício, ou na sua vida no INSS. 

Diante disso, terá que antes juntar esse processo diretamente no INSS, para só depois ir para a Justiça. 

Sobre a situação na Justiça, leia nosso texto:

MEU BENEFÍCIO FOI RECONHECIDO NA JUSTIÇA, MESMO ASSIM TEREI DIREITO À REVISÃO DA VIDA TODA?

EM CONCLUSÃO…

Em todos os casos, é necessário que o advogado previdenciário analise de maneira específica se enquadra nessa situação. 

Essa parte é mais complicadinha mesmo, porém, muito importante para que não tenha nenhum prejuízo, e consiga o melhor e mais vantajoso aproveitamento da sua revisão. 

SERÁ QUE EU PRECISO PEDIR PRIMEIRO NO INSS A REVISÃO DA VIDA TODA? - Benefícios do INSS

Veja nosso texto de como conversar com o advogado previdenciário:

PRECISO DE ADVOGADO PARA ENTRAR COM A REVISÃO DA VIDA TODA?

Não esqueça que também se aplica a outras revisões, que não apenas a vida toda. 

Busque sempre o apoio de um advogado previdenciário. 

#revisaodavidatoda #stfvidatoda #revisaovidatodainss #revisaoinss

SERÁ QUE EU PRECISO PEDIR PRIMEIRO NO INSS A REVISÃO DA VIDA TODA? - Benefícios do INSS

#Revisão da Vida Toda #INSS #Processo Administrativo no INSS #Documentação Necessária #Complementação de Informações #Provas de Contribuições Anteriores a 07/1994 #Tempo de Contribuição #Protocolar na Justiça #Advogado Previdenciário #Benefício do INSS #Ação Trabalhista #Reconhecimento na Justiça #Análise Específica do Advogado Previdenciário

O processo administrativo nada mais é a forma como o INSS toma conhecimento do que está sendo pedido. É nele que se prova o direito a sua aposentadoria, a sua pensão ou qualquer outro benefício que, em regra, tenha cumprido todos os requisitos.  

Em alguns casos, mesmo que você esteja recebendo o benefício do INSS e tenha direito a revisão da vida toda, pode ser o caso de passar antes no INSS, para só depois ir para a Justiça. 

Essas situações acontecem quando precisa ser levado a conhecimento do INSS, documentos que ele não teve acesso, ou, novas formas de melhorar seu benefício. Um exemplo disso, é quando o segurado entra com ação contra a empresa, ganha esse processo. Tudo  que foi feito na ação trabalhista pode ter um impacto no seu benefício, ou na sua vida no INSS. 

Diante disso, terá que antes juntar esse processo diretamente no INSS, para só depois ir para a Justiça. 

Sobre a situação na Justiça, leia nosso texto:

Compartilhe
Adv Denis Coltro
Adv Denis Coltro

Advogado Previdenciário desde 2014, inscrito na OAB/SP 342.968. Formado pela UNIFUNEC (Santa Fé do Sul/SP).

Artigos: 230

2 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *