COMO APOSENTAR MAIS FÁCIL NO INSS: 3 SEGREDOS INFALÍVEIS

Compartilhe

COMO APOSENTAR MAIS FÁCIL NO INSS: 3 SEGREDOS INFALÍVEIS

Certamente você está nesse texto para saber como aposentar mais fácil no INSS, não é mesmo? Pois saiba que irei te contar 3 segredos infalíveis para isso acontecer. 

Já peço que vá nas nossas redes sociais (Instagram), e no nosso blogue para saber muito mais a respeito. Te garanto que é um conteúdo muito bom! Ah, e antes que me esqueça: se gostar de vídeos desse tipo de conteúdo, nosso canal do YouTube te proporcionará conhecimento de qualidade em vídeos muito iterativos. Clica aqui: CANAL ADVOCACIA LUCAS TUBINO NO YOUTUBE. 

Bom, vamos ao nosso conteúdo de hoje. 

PRIMEIRO SEGREDO: MANTENHA SEUS DADOS ATUALIZADOS NO SISTEMA DO MEU INSS 

Atualmente todos seus dados nas plataformas do governo federal foram digitalizados. E isso quer dizer que houve uma busca de seus dados, e assim, estão presentes nos mais variados sites ligados ao governo federal.

Provavelmente você já tenha requerido seu seguro-desemprego, ou fez qualquer coisa ligada ao INSS, e precisou da senha do gov.br. E sim, foram concentradas em uma única senha o acesso a todos os seus dados.

Mas cada um desses lugares, seja no FGTS, seja no INSS, ou até mesmo na Carteira de Trabalho Digital, precisa de atualização constante de seus dados. E isso fica sob sua responsabilidade.

Afinal de contas, o sistema do MEU INSS está ligado ao gov.br e isso causará um impacto no momento da sua aposentadoria, ou qualquer outro benefício que tenha preenchido o direito. 

Por isso, sugiro que conheça este segredo da sua aposentadoria sair mais rápido. Entre no sistema do MEU INSS, e verifique se seu cadastro está correto. Preencha todos os dados de maneira atualizada. 

Leia também  CONCESSÃO DE BENEFÍCIOS DO INSS COM TUTELA ANTECIPADA

Fizemos um vídeo explicando isso: Você sabe o que é o Meu INSS?

Portanto, lembre-se que o INSS irá verificar se você está pronto para se aposentar também por seu cadastro. É de extrema importância. Sugiro que se não conseguir resolver isso pela internet, vá até uma Agência do INSS mais perto.

SEGUNDO SEGREDO: CONHEÇA SE REALMENTE VOCÊ POSSUI O DIREITO DE SE APOSENTAR E SE SUAS CONTRIBUIÇÕES ESTÃO CERTAS

Decerto quando atingimos uma certa idade, ou um tempo de contribuição que entendemos ser os próximos da aposentadoria, já ficamos ansiosos e queremos pedir para o INSS reconhecer esse direito. Mas isso nem sempre está correto!

Estou contando isso, pelo fato de que, com a Reforma da Previdência Social promulgada em 13/11/2019 MILHARES de trabalhadores e segurados pediram os benefícios no INSS com medo de que não fossem reconhecidos.

E tudo isso desencadeou uma fila de espera gigantesca de demora na análise. Causando problemas nos casos em que realmente estivessem presentes todos os requisitos da aposentadoria. 

Veja esse vídeo onde explicamos isso: Entenda a fila de análise do INSS – Por que tanta demora?

Inegavelmente antes de qualquer pedido de aposentadoria no INSS é necessário:

  • Fazer cálculos do seu tempo de contribuição ao INSS
  • Fazer cálculo de qual aposentadoria é melhor
  • Verificar sua idade no requerimento

Ou seja, não basta apenas saber que tem o direito, é saber em qual direito de aposentadoria é a melhor. 

Do contrário, pode receber um benefício menos vantajoso, e depois, se acaso não caber revisão, terá que receber o com valor menor. Tome muito cuidado. 

É nesse momento que precisa buscar o apoio de um advogado previdenciário. Ele te mostrará qual benefício é o mais vantajoso, e todos os cálculos referentes as aposentadorias. Te ajudará com as provas que precisa conseguir. 

Leia também  QUAIS DOCUMENTOS SÃO NECESSÁRIOS PARA A REVISÃO DA VIDA TODA?

Se tem dúvidas de como contratar um advogado previdenciário, veja esse vídeo: ADVOGADO ONLINE: QUAIS AS VANTAGENS E COMO CONTRATAR

Ao passo que os cálculos são importantes, você precisa entender o pode entrar para o seu tempo de contribuição. Se trabalhou na roça (rural até 30/10/1991 – não precisa recolher o INSS); se teve reclamação trabalhista; se trabalhou com alguma insalubridade ou periculosidade; se prestou serviço militar; se trabalhou como servidor público. 

Enfim, diversas situações que merecem sua atenção. 

Agora, pode conter erros nas suas contribuições para o INSS, e isso, com certeza irá causar prejuízo para sua aposentadoria.  É outro ponto a ser observado antes de pedir qualquer benefício. 

As contribuições estão presentes no CNIS. Para te ajudar com isso, fiz um vídeo especial: CNIS – DOCUMENTOS PARA SUA APOSENTADORIA

 

TERCEIRO SEGREDO: A SUA DOCUMENTAÇÃO DEVE ESTAR CORRETA

Depois que conheceu os dois primeiros segredos para aposentar mais fácil no INSS, sugiro que fique até o final, pois esse é um dos segredos mais importantes. 

Não é novidade para ninguém que os vínculos de trabalho que estão na sua carteira de trabalho, bem como, outras contribuições feitas por meio do carnezinho do INSS, deverão constar no CNIS. 

Se acaso não estiverem, ai já começam os obstáculos para sua aposentadoria. 

Diante disso, sugiro que observem isso: 

1 – Vejam se as datas de início de trabalho e saída são iguais às do CNIS. 

2 – Se tiver rasuras na sua carteira de trabalho, e o vínculo rasurado não estiver no CNIS, já busque o antigo patrão para ele regularizar, dando uma declaração para você, juntamente com a cópia do livro de registro de funcionário e ficha financeira.

Leia também  TEMPO DE GUARDINHA VALE PARA A APOSENTADORIA NO INSS?

3 – Se trabalhou com insalubridade ou periculosidade solicite por escrito o PPP e o LTCAT, sendo que esses precisam estar devidamente preenchidos. Fizemos textos para a APOSENTADORIAS DA ÁREA DA SAÚDE; APOSENTADORIA DA ÁREA QUÍMICA; APOSENTADORIA ESPECIAL DOS VIGILANTES; APOSENTADORIA ESPECIAL DA ÁREA ELÉTRICA, dentre outros… 

4 – Se prestou serviço militar, busque a declaração ou tenha a carteirinha de reservista.

5 – Se trabalhou na roça é importante ter os documentos da terra, contratos, INCRA, autodeclaração, fotos, testemunhas e muitos outros documentos. 

6 – Carnezinhos de recolhimento. 

Temos uma playlist no YouTube em que comentamos todas as principais provas da sua aposentadoria. 

Esses são alguns dos exemplos das provas que devem ser juntadas no seu pedido de aposentadoria. 

CONCLUSÃO 

Em conclusão podemos afirmar que se você conseguir cumprir esses três segredos, se aposentar mais fácil no INSS será uma realidade para seu caso. Diante disso, nem sempre é possível conseguir isso sozinho, por isso, busque o apoio de um advogado previdenciário, para que principalmente te mostre sobre o segredo número dois e três. 

Se acaso tenha requerido sua aposentadoria, e o INSS negou, não exite em procurar o advogado para ou recorrer dentro do próprio INSS ou entrar com ação judicial.

Agora, se já recebe uma aposentadoria mas não é a mais vantajosa, busque sobre como pedir a revisão deste benefício.

Leia também: REVISÃO NA APOSENTADORIA POR INVALIDEZ: 2 SEGREDOS QUE NINGUÉM TE CONTA

Compartilhe
Denis Coltro
Denis Coltro

Advogado Previdenciário desde 2014, inscrito na OAB/SP 342.968. Formado pela UNIFUNEC (Santa Fé do Sul/SP).

Artigos: 213

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.