Se acaso você teve seu auxílio doença cancelado pelo INSS, você não está sozinho. O INSS está cada vez mais rigoroso na concessão de benefício por incapacidade.

Diariamente surgem clientes em nosso escritório com o mesmo problema relacionado ao auxílio doença. São segurados do INSS e estão incapacitados para o trabalho. Porém, foram considerados plenamente capazes para o trabalho pelo INSS.

auxílio acidente
Auxílio acidente

Frequentemente, possuem declarações de médicos que comprovam que a perícia do INSS está errada. O segurado acaba se vendo obrigado a voltar ao trabalho e tem o seu quadro de saúde agravado.

 

Outros problemas podem surgir.

Saiba quais:

O médico do trabalho da empresa não concorda com a decisão do INSS e impede o retorno ao trabalho.

Assim, surgem casos de segurados não recebem de ninguém: nem da empresa, nem do INSS.

Do INSS, pois tiveram alta na perícia. Do empregador, pois são considerados incapacitados pelo médico da empresa.

Portanto, ingressamos com ações judiciais contra o INSS. Um dos objetivos é fazer com que o segurado seja avaliado por perícia judicial.

O perito judicial é indicado pelo Juiz e não possui nenhum vínculo com o segurado nem com o INSS. Sendo o laudo do perito judicial favorável, torna-se muito mais simples a obtenção do benefício pretendido.

Outro objetivo é fazer com que os benefícios que foram cancelados voltem a ser pagos o mais rápido possível.

Assim, fazemos um pedido para que o Juiz conceda uma liminar que obrigará o INSS a voltar a pagar o benefício mesmo antes de uma decisão final da Justiça.

Muitos juízes concedem a liminar, pois reconhecem o prejuízo que a falta do benefício causa ao segurado que está incapaz.

 

Quais os documentos necessários para ingressar com a ação para concessão ou restabelecimento da aposentadoria por invalidez, auxílio doença ou auxílio acidente?

– RG

– CPF

– Comprovante de residência atual (contas de água ou luz ou telefone)

– Toda a documentação do INSS que o segurado possuir (carta de concessão, comunicados de decisões etc.)

– Toda a documentação médica que o segurado possuir (relatórios e atestados médicos, exames, receitas de medicamentos etc.).

"O

– C.A.T. (para os casos de acidente e doença do trabalho)

– Carteiras de Trabalho

– Toda a documentação do contrato de emprego (holerites, termo de rescisão.) (se acaso o segurado trabalhava na época do primeiro afastamento)

Caso seja possível, é importante a apresentação de relatório médico atual que ateste claramente que não há condições de trabalho.

Além disso, estamos à disposição para atender nossos clientes atuais e futuros, nos oferecemos para manter contato direto com o médico particular do cliente.

A relação do advogado previdenciário com o médico do cliente é importante, pois ele pode oferecer informações médicas valiosas para subsidiar o processo.

É possível conseguir uma liminar na Justiça para obrigar o INSS a conceder o auxílio doença?

Sim! Quando o segurado opta a entrar na Justiça contra o INSS para pleitear o seu benefício por incapacidade, pode também fazer um pedido para que o INSS seja obrigado a ir pagando o benefício durante o trâmite do processo.

Todavia, é importante esclarecer o seguinte: o juiz não é obrigado a dar essa liminar. Ele analisará caso a caso e, se houver documentos convincentes, poderá obrigar o INSS a ir pagando a aposentadoria ou o auxílio mesmo durante o processo.

Entretanto, é bom tomar cuidado! O pedido de liminar (tutela antecipada) pode trazer alguns riscos. Para conhecê-los, veja nossa postagem: CONCESSÃO DE BENEFÍCIOS DO INSS COM TUTELA ANTECIPADA.

Se acaso você quiser conversar conosco acerca do seu caso, clique na imagem abaixo!

consulta

14 comentários

  1. Estou me recuperando de um câncer cid 10 c 32 g e fiz duas pericias no inss e negaram meu pedido, não tenho condições de trabalho pois sou autônomo o que devo fazer para conseguir o auxílio doença pois meu oncologista não permite que eu trabalhe pois pode causar outros problemas de saúde. ..

    • Olá Daniel!
      Nesse caso recomendo que você procure um advogado e ingresse com uma ação judicial contra o INSS.
      Se quiser, e por se tratar de um meio com maior grau de sigilo, pode enviar seus dados através do seguinte link: https://materiais.lucastubino.adv.br/consultaprevidenciaria

      Assine nosso canal no Youtube. Clique no link a seguir:
      https://www.youtube.com/channel/UCl7-QmjlxzxQh2ya8tfBckA?sub_confirmation=1

      Obrigado!

  2. Ola bom dia estava afastada desde março por ter rompido tendão do braço direito mesmo com laudos medicos ,em tratamentos de fisioterapia e a espera da cirurgia foi negado meu auxílio oque fazer?

      • Cai e triquei o braço enviei meu atestado pra analise pelo aplicativo meu inns alegaram falta de carência e agora o que fazer e não tenho nenhuma renda o que fazer agora a empresa só vai me aceitar de eu estiver bem e meu braço ainda doi

        • olá Everson.

          bom, se não estava contribuindo com o INSS, não conseguirá se afastar. agora, se já estava, mas não tinha as 12 contribuições, pode entrar na justiça alegando a isenção de carencia.

  3. Estou com hérnia d disco lombar e sinto muita dor não consigo ficar sentada por meia hora e meu benefício foi negado. Trabalho como costureira em uma fábrica. E sei que não vou conseguir trabalhar. O que eu faço

  4. fiz cirurgia e enviei meu dados e atestado pelo aplicativo para auxilio doença e alegaram que eu não constatação de incapacidade laborativa
    no atestado consta CID 10 K 35 e com pontos no abdome mesmo assim negaram duas vezes o que devo fazer

Deixar uma resposta