Compartilhar nas Redes Sociais

O advogado trabalhista é o profissional especialista que defende os interesses do seu cliente, seja o empregado ou o empregador.

No caso do advogado trabalhista do trabalhador, ele pode prestar diversos tipos de auxílio.

Ele pode prestar consultoria ao trabalhador sobre o seu contrato de emprego e sua relação com o empregador (inclusive nos casos em que o empregado ainda está na empresa). Assim pode verificar se a legislação está sendo cumprida adequadamente pela empresa. Quando o empregado ainda está na empresa, pode ser orientar a como (dentro da lei!) resguardar seus direitos.

O advogado trabalhista do empregado também pode analisar toda a documentação e histórico do trabalhador e verificar se acaso existem direitos a serem reivindicados na Justiça.

Também pode verificar se vale a pena ingressar com uma ação na Justiça.

E isso é muito importante. Muitos direitos são de desconhecimento do trabalhador. Assim é muito comum quem trabalhe por anos na mesma empresa e não sabe que diversos direitos estão sendo desrespeitados. Há casos que os valores que são devidos são expressivos, sem que esse trabalhador jamais tivesse suspeitado de alguma irregularidade.

Por outro lado, existem casos em que o risco é muito alto e o retorno financeiro é muito baixo e, assim, não ser interessante partir para a Justiça. Mas para isso você precisa conversar com o seu advogado trabalhista.

consulta advogado
Consulte-nos!

Eu corro o risco de perder o processo e pagar o advogado da empresa?

Muito “terrorismo” tem sido feito sobre esse tema.

A Reforma Trabalhista em 2017 alterou diversas regras das ações trabalhista. Uma é que quem perde o processo tem que fazer o pagamento de honorários para o advogado da outra parte. Mas em poucos casos isso acontece e essa situação deve ser avaliada com o seu advogado trabalhista.

Nos casos de trabalhadores desempregados e dos que recebem salário de menos de R$ 2.335,78 (valor válido para o ano de 2019) a Justiça do Trabalho concede isenção de custas e honorários e, portanto, nada se paga, mesmo que o processo seja perdido.

Por outro lado, para quem recebe acima de R$ 2.335,78 de salário e perder totalmente a ação, há sim o risco de ter que pagar honorários para o advogado da empresa. Contudo o que ocorre na maioria dos casos, é que vários direitos são pedidos pelo trabalhador. Mesmo quando alguns direitos não são reconhecidos, outros são sim reconhecidos e geram retornos financeiros suficientes a pagar todos os eventuais custos do processo.

Também nos casos em que é feito acordo não há necessidade de pagar os honorários da parte contrária.

Mas para isso, é importante conversar com o seu advogado trabalhista. Certamente ele vai lhe orientar do risco, mesmo porque não convém ao advogado trabalhista ingressar com ações que ele sabe que não vai ganhar.

COMO O ADVOGADO TRABALHISTA PODE TE AJUDAR A RECEBER UM BENEFÍCIO MELHOR DO INSS?

Ao serem reconhecidos os direitos do trabalhador na Justiça do Trabalho, por conseqüência a empresa é obrigada a fazer os pagamentos sobre os valores sobre os quais foi condenada a pagar. Portanto, o INSS recebe mais contribuições. Essas contribuições vão para a conta do empregado que, ao receber um benefício do INSS, terá que considerá-las.

Só para exemplificar, se o trabalhador recebeu horas extras na Justiça, a contribuição do INSS sobre essas horas extras vão para o cálculo da sua aposentadoria que, consequentemente, terá maior valor.

Sobre isso tratamos em uma outra postagem: AÇÃO TRABALHISTA PODE AUMENTAR O VALOR DA APOSENTADORIA.

EM RESUMO…

Sempre que você tiver dúvidas sobre seus direitos na empresa, é importante conversar com um advogado trabalhista.

Aliás, sempre que sair de uma empresa, convém consultar um advogado trabalhista para verificar se todos os direitos foram pagos corretamente. Se acaso houver algo de errado, você saberá quais os riscos e vantagens de pedir seus direitos na Justiça.

Como vimos, com o reconhecimento dos seus direitos, você pode até mesmo melhorar o valor de sua futura aposentadoria.

Se acaso você tiver alguma dúvida ou precisar de auxílio, clique na imagem abaixo.

consulte um advogado
consulte-nos!
ADVOGADO TRABALHISTA: EM DEFESA DOS DIREITOS DO TRABALHADOR
Classificado como:

38 ideias sobre “ADVOGADO TRABALHISTA: EM DEFESA DOS DIREITOS DO TRABALHADOR

  • Avatar
    6 de agosto de 2019 em 21:10
    Permalink

    Gostaria de saber se quando não é acidente de trabalho tenho estabilidade ou posso ser desligada no mesmo dia que retornar ao emprego?

    Resposta
    • Denis Coltro
      19 de fevereiro de 2020 em 13:19
      Permalink

      Olá!

      Quando não é benefício acidentário, pode ser que sua Convenção Coletiva determine a estabilidade de 30 dias. Se não tiver, poderá ser desligada.

      Mas veja sobre essa doença ou acidente, e se realmente estava apta a voltar ao trabalho.

      Resposta
      • Avatar
        27 de fevereiro de 2020 em 21:12
        Permalink

        Boa noite… Estava empregado em uma empresa e fui mandado em bora por quebra de contrato. Quais são os meus direitos?

        Resposta
        • Denis Coltro
          4 de março de 2020 em 09:05
          Permalink

          Olá!

          saldo de salários;
          férias vencidas, com acréscimo de 1/3 constitucional;
          salário-família (quando for o caso); e
          depósito do FGTS do mês da rescisão.

          Resposta
    • Avatar
      28 de fevereiro de 2020 em 18:54
      Permalink

      Quando se pede demissão temos direito a quais pagamentos

      Resposta
      • Denis Coltro
        4 de março de 2020 em 09:02
        Permalink

        Olá!

        – Saldo de salário;

        – Férias vencidas e proporcionais, com adicional de 1/3;

        – 13º proporcional;

        – Depósito mensal do FGTS.

        Resposta
  • Avatar
    7 de setembro de 2019 em 12:13
    Permalink

    Gostaria de saber mais sobre..trabalhei durante 9 meses como cuidadora de idosos. 24/48nao era registrada..fui mandada embora…o que tenho a fazer

    Resposta
    • Denis Coltro
      19 de fevereiro de 2020 em 13:18
      Permalink

      Olá!

      Primeiramente Carmen, precisa analisar o que foi pago a você e os documentos que assinou.

      Mas caso contrário, tudo deverá ser pago de maneira proporcional.

      Busque o apoio de um profissional especializado.

      Resposta
  • Avatar
    24 de outubro de 2019 em 18:51
    Permalink

    Boa noite tenho 26 anos contribuinte no nss sou motorista profissional tenho direito a posentadoria especial

    Resposta
    • Denis Coltro
      19 de fevereiro de 2020 em 13:17
      Permalink

      Olá Vanessa!

      Pode ser que sim, desde que comprove os agentes prejudiciais a sua saúde. Tais como, trepidação, poeira, calor, ruído, etc.

      Para isso, tenha em mãos o PPP ou documentos que falam sobre esses agentes.

      Espero ter ajudado.

      Resposta
  • Avatar
    30 de outubro de 2019 em 17:47
    Permalink

    Olá.Trabalho em uma empresa a mais de 1 ano.quero sair da mesma pois não aguento mais tanta pressão psicológica;cobranças excessivas e excesso de trabalho .conversei com a minha gestora para me demitir e ela falou que por eu ser uma boa funcionária não poderia fazer isso pois não tinha motivos.Entao resolvi fazer um possível acordo trabalhista para não pedir minhas contas e meus direitos.moral da história:primeiro conversei cm minha gestora e ela falou que seria bom;fui no RH me informar direitinho e eles concordaram.depois de uns dias começaram a me enrolar até que descobrir que minha gestora conversou com a diretora do RH e pediu para que não fizesse o acordo comigo.Venho a mais de semanas tentando;eles viram as costas para mim e não sei mais o que fazer.me da uma luz pfv.

    Resposta
    • Denis Coltro
      19 de fevereiro de 2020 em 13:16
      Permalink

      Olá!

      Sugiro que converse e vá comunicando o RH por escrito.

      Só tome cuidado com acordos, pois depois não poderá ingressar na justiça discutindo-os.

      Diante disso, fale com um profissional especializado.

      Resposta
  • Avatar
    12 de novembro de 2019 em 12:01
    Permalink

    Bom dia tenho uma férias vencida e só tirei 7 dias da mesma e hoje está vencendo outra o que diz a nova lei com a reforma trabalhista?

    Resposta
    • Denis Coltro
      19 de fevereiro de 2020 em 13:14
      Permalink

      Olá!

      Não pode acumular férias. Tem que tirar e fracionar, se for do seu interesse.

      Resposta
  • Avatar
    11 de dezembro de 2019 em 11:53
    Permalink

    Bom dia!!
    Cuido de um idoso em sua residência desde 2014, entro sábado 07:00hs da manhã e saio segunda 07:00hs da manhã. Eu não recebia décimo terceiro e nem férias. Fui no ministério do trabalho e lá fui informada que tenho direito, conversei com a família e eles estão acetando comigo os valores. Me pediram minha carteira em setembro para assinar pois o advigado deles os aconcelhou a assinar, me devolveram a carteira esse mês (dezembro) sem assinar e falaram que não iam assinar alegando que não têm condições, perguntei se não iam assinar nem os anos anteriores q trabalhei e falaram q não. O que devo fazer? Eles são obrigados a assinar ou não?

    Resposta
    • Denis Coltro
      19 de fevereiro de 2020 em 13:14
      Permalink

      Olá!

      Devem te registrar com a data de admissão quando realmente começou a trabalhar.

      Procure a um profissional especializado para lhe ajudar.

      Resposta
  • Avatar
    31 de dezembro de 2019 em 09:51
    Permalink

    Dia 24 e dia 31 minha patroa colocou na escalar saída as 18 hrs sendo que meu horário é até às 22. Não me perguntou se estava de acordo e depois na minha folga me cobrou as 4 horas ou queria descontar, fui atrás dos meus direitos como também trabalhar todo dia e ter uma folga semanal e trabalhar mais de 44 hrs semanais. Achou ruim e me dispensou.

    Resposta
  • Avatar
    23 de janeiro de 2020 em 18:46
    Permalink

    Boa tarde, sou Edinalva trabalhei em uma escola por 3 anos e durante esse período desenvolvi tendinite nós dois braços e assim que foi descoberto o problema e fazendo fisioterapia fui demitida. A empresa poderia me demitir?

    Resposta
    • Denis Coltro
      19 de fevereiro de 2020 em 13:12
      Permalink

      Olá Edinalva!

      A empresa não pode demitir ninguém doente, contudo, a estabilidade apenas quando há afastamento pelo INSS.

      Verifique com um advogado essa possibilidade.

      Resposta
  • Avatar
    1 de fevereiro de 2020 em 09:40
    Permalink

    Gostaria de saber se a empresa na hora da contabilidade tem o direito de não pagar a hora de descanso, no caso trabalho feriado eles me pagam apenas 7 horas trabalhado e não paga o horário de almoço, o certo não seria pagar as 8 horas ?

    Resposta
  • Avatar
    4 de fevereiro de 2020 em 19:20
    Permalink

    Olá boa tarde!
    Meu nome é Carlos Eduardo e tenho uma dúvida? Entrei trabalhar em uma empresa dia 05/11/2019 E fui demitido no dia 31/12/2020, sendo assim eu nesses meses eu não fui registrado pela empresa, e mais eles me mandaram embora antes de vencer meu contrato de trabalho que venceria dia 19/02/2020 quais são meu direitos a serem recebidos pela a empresa que me demitiu obg…

    Resposta
    • Denis Coltro
      12 de fevereiro de 2020 em 16:06
      Permalink

      Sr. Carlos, tudo bem?

      Terá todos os direitos como férias, saldo de salários, 13º, etc, tudo proporcional.

      Busque o apoio de um advogado trabalhista.

      Inclusive essa falta de registro terá impacto na sua vida previdenciária, lá no INSS.

      Um abraço.

      Resposta
  • Avatar
    11 de fevereiro de 2020 em 19:43
    Permalink

    Olá boa tarde, gostaria de esclarecer umas dúvidas sobre o meu trabalho, eu tenho 8 meses, antes de ser demitida eu tive infecção venosa na perna esquerda, por causa de uma bota branca, que eu usava, eu fiquei 1 mês encostada, eu voltei a trabalhar, no mês de novembro, guando foi agora em janeiro desse ano, eu fui demitida, queria saber Guanto que eu devo receber

    Resposta
    • Denis Coltro
      12 de fevereiro de 2020 em 15:49
      Permalink

      Seja bem-vinda Andrea.

      Bom, sugiro que nesse caso você procure um advogado especializado em direito do trabalho e previdenciário.

      Tem situações onde o Sindicato da categoria faz seus cálculos, geralmente no momento da homologação da rescisão.

      Se sentir interesse, temos a área trabalhista, entre em contato pelo nosso blogue que eles esclarecerão.

      Um abraço.

      Resposta
  • Avatar
    14 de fevereiro de 2020 em 08:39
    Permalink

    Bom dia sou a Carol…
    gostaria de tira uma dúvida .
    Começei atrabalhar em uma casa de família
    No dia 01 /04 /2018
    Até então eles me registraram como doméstica

    Minha dúvida é que ele não colocou o reajuste de 2019 e tambem o de 2020
    Isso pode ?

    Resposta
  • Avatar
    14 de fevereiro de 2020 em 17:44
    Permalink

    Olá boa tarde… Tava de licença maternidade, retornei da licença no dia 07/01/2020, trabalhando normal e sem ser avisada antes de voltar ao trabalho que no dia seguinte eu estaria como turnante, sendo que tenho um horário fixo a 5 anos que é das 15:00 ás 23:00hs. No final da tarde do dia 7, minha coordenadora me.informo sobre a mudança de horário. Relatei pra ela que pra mim não poderia pq minha vida fora da empresa ia estava baseada nesses horário da tarde, pois tenho 2 filhos. Ela me deu férias, sai no dia 13 e retornaria agora dia 12/02/2020, só que não retornei e pretendo voltar na segunda feira, pq não quero que eles me.segurem lá, até mesmo pq a pessoa que estava tirando meu aviso, já ocupa o horário das 15:00 hs. A questão é corro o risco de ser demitida por justa causa? Ou eles podem descontar os dias falta dos na recisão?

    Resposta
  • Avatar
    18 de fevereiro de 2020 em 19:04
    Permalink

    Recebo 1.200 de salario fixo mais premio por produção entre 1.500 reais variando a cada mês ,aí a empresa acabou com o prêmio por produção aí eu fico só com o salário fixo ou a empresa tem q incorporar o prêmio por produção no salario fixo.vc pode esclarecer essa dúvida minha

    Resposta
  • Avatar
    19 de fevereiro de 2020 em 11:12
    Permalink

    bom dia , meu nome e jailson , trabalho em uma empresa a 24 anos com tratamento de água de piscina , gostaria de saber se tenho direito a insalubridade , pois a empresa alega que não e obrigada a pagar esse beneficio , estou em processo de desligamento da empresa .
    grato .

    Resposta
    • Denis Coltro
      19 de fevereiro de 2020 em 13:09
      Permalink

      Olá Sr. Jailson, tudo bem?

      Se restar comprovado que trabalhava com produtos químicos, por exemplo, cloro e demais agentes, terá a possibilidade de ser visualizado a insalubridade. Contudo, isso é muito difícil, pois os níveis de agentes químicos deverá estar acima dos níveis da legislação.

      É importante ter o PPP. Busque com seu empregador.

      Espero ter ajudado.

      Resposta
  • Avatar
    19 de fevereiro de 2020 em 16:09
    Permalink

    Olá
    Eu to processando a empresa que eu estou no momento, e já entrei com a rescisão indireta, eu gostaria de saber se eu posso abandonar a empresa e arrumar outro emprego em outro lugar?

    Resposta
    • Denis Coltro
      4 de março de 2020 em 09:00
      Permalink

      Olá!!!

      Sugiro que procure essas informações com seu advogado que atua no processo.

      Um abraço.

      Resposta
  • Avatar
    23 de fevereiro de 2020 em 08:14
    Permalink

    Bom dia!
    eu pedi demissão , do trabalho tenho alguma coisa para receber ??? Era vendedora tinha batido meta e tinha horas extras .

    Resposta
    • Denis Coltro
      4 de março de 2020 em 09:01
      Permalink

      Olá!

      Receberá os direitos de forma proporcional. Férias, saldo de salário, 13, etc

      Resposta
  • Avatar
    26 de fevereiro de 2020 em 12:48
    Permalink

    Queria saber se esta correto a empresa comprar toda as minhas ferias? e se ela pode me pagar estas ferias so depois de 1 mes ?

    Resposta
  • Avatar
    2 de março de 2020 em 18:26
    Permalink

    Boa tarde. Queria tirar uma dúvida. Vi que quando o empregado sai de férias, o valor deve ser depositado dos dias antes da data das férias.
    Ex: vou sair de férias dia 4/03 o dinheiro deve está na conta dia 02/03, procede ?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *