Compartilhar nas Redes Sociais

O tanque suplementar em caminhões expõe o motorista a maior grau de risco

Com o entendimento de que o tanque suplementar em caminhões aumenta o risco da atividade do motorista, pois o expõe a maior quantidade de produtos inflamáveis, a Justiça do Trabalho vem reconhecendo que esses trabalhadores tem direito ao adicional de periculosidade de 30% sobre o salário.

Além disso, esse risco a mais também pode fazer com que o tempo trabalho seja especial para fins de aposentadoria. Ou seja, como para obter a aposentadoria especial é necessário ter 25 anos de trabalho perigoso ou insalubre. O tempo trabalhado com tanque suplementar pode garantir uma melhor aposentadoria.

E COM A REFORMA TRABALHISTA? ESTE DIREITO AINDA PERSISTE?

Em 2017 o Governo aprovou a Reforma Trabalhista. Esta Reforma retirou vários direitos trabalhistas, inclusive dos motoristas.

Entretanto, o direito ao recebimento de adicional de periculosidade pela existência de tanque suplementar em caminhões não foi alterado.

Ou seja, mesmo após a Reforma Trabalhista, você ainda tem este direito!

Veja abaixo nosso vídeo explicativo.

Tanque Suplementar pode garantir o Adicional de Periculosidade e a Aposentadoria Especial

Para saber mais sobre a aposentadoria especial, as situações e profissões que garantem esse benefício, veja nossa postagem em APOSENTADORIA ESPECIAL: DESCUBRA SE VOCÊ TEM DIREITO.

Se acaso você tiver dúvidas em relação a sua situação perante o INSS, clique na imagem abaixo:

consulta

Em contrapartida, se você tiver dúvidas em relação à sua situação TRABALHISTA, clique na imagem abaixo:

dúvidas trabalhistas



Assine nosso canal no YOUTUBE para saber mais sobre os seus direitos!

2 DIREITOS QUE O TANQUE SUPLEMENTAR EM CAMINHÕES PODE TE DAR

4 ideias sobre “2 DIREITOS QUE O TANQUE SUPLEMENTAR EM CAMINHÕES PODE TE DAR

  • 17 de março de 2020 em 15:00
    Permalink

    boa tarde, eu sou motorista de transporte coletivo, eu trabalho na embresa a 7 anos , a empresa tem 5 anos que não deposita FGTS e nós motoristas só assinava o ponto no livro agora tem dois anos que nos motorista não assina mais , agora a empresa tá puxando ponto de trabalho pelo o rastreador, só que nós começa trabalhar as 5hrs da manhã ate as 14ou 15 hras da tarde, nesse tempo de serviço a cada 15 ou 20 minutos que agente tem no ponto final do bairro eles soma e desconta os motorista ainda fica devendo todo mes o motorista fica devendo 4 ou 5 horas negativas ainda ameaça os motoristas

    Resposta
    • 15 de abril de 2020 em 12:19
      Permalink

      Olá Zildomar,

      Em relação ao seu caso é o seguinte:

      O trabalhador começa a ter a sua jornada de trabalho assim que começa a trabalhar. Entretanto, sabemos que o motorista não começa a trabalhar apenas quando coloca o veículo em movimento, mas durante toda a preparação para a viagem, verificação das condições do veículo, etc.

      Além disto, a empresa não pode deixar de depositar o FGTS. Para isso, é necessário fazer um pedido judicial. O pedido judicial pode ser feito a qualquer momento, mesmo antes de sair da empresa. Obviamente, costuma-se aguardar o desligamento da empresa para poder fazer esse pedido.

      Conheça nosso canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCl7-QmjlxzxQh2ya8tfBckA

      Um abraço,

      Resposta
  • 23 de maio de 2020 em 10:31
    Permalink

    Bom dia meu esposo trabalha transportando gás a granel , a empresa não tem dia para dar folga , agora estão querendo que ele tire folga mesmo estando longe de casa esperando a descarga no cliente pode isso ? A única folga em casa é apenas 1 dia no mês ! Gostaria de saber se mesmo longe de casa ele tem que tirar folga mesmo essa folga dormindo no próprio caminhão ? Obrigada

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *