Compartilhar nas Redes Sociais

O SEGREDO DA APOSENTADORIA ESPECIAL NAS MONTADORAS DE AUTOMÓVEIS

 

O segredo da aposentadoria especial nas montadoras é a apresentação da DOCUMENTAÇÃO CORRETA pelos trabalhadores.

 

Vemos no dia a dia muitos trabalhadores que possuem direito à aposentadoria especial e que, no entanto, não conseguem este direito perante o INSS, unicamente por não terem em mãos os documentos corretos.

 

Portanto, importante esclarecer acerca dos documentos corretos para que o direito à aposentadoria especial não se perca.

 

Mas obter os documentos corretos não é tão simples assim.

 

Dessa forma, no requerimento de aposentadoria, junto ao INSS, além da Carteira de Trabalho e Guias de Recolhimento (se houver), deve ser apresentado o PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário) devidamente preenchido.

 

(o texto continua após a imagem)

segredos

PPP: O DOCUMENTO MAIS IMPORTANTE E TAMBÉM MAIS PROBLEMÁTICO

 

Na aposentadoria especial, o PPP é o documento mais importante e o que também causa maiores problemas.

 

O PPP é um formulário do INSS em que consta a exposição a agentes prejudiciais à saúde (tais como ruído, solda, poeiras, tintas, óleos minerais, graxas). Todavia, se não houver essa informação, a aposentadoria não será concedida. O PPP é preenchido pelo empregador.

 

Não é raro a empresa não fornecer o PPP ou então fornecê-lo incorretamente. Isso ocorre porque quando a empresa indica no PPP que o trabalhador estava exposto a agentes prejudiciais à saúde, ela deve fazer pagamento de contribuições maiores para o INSS.

 

Em outras palavras, como a exposição a agentes prejudiciais à saúde dá o direito do trabalhador se aposentar antes e com renda maior (como já explicado em outras postagens no nosso site), é evidente que o INSS terá uma despesa muito maior com esses trabalhadores.

 

Ou seja, para custear a aposentadoria especial, que é mais onerosa para o INSS, o empregador deve pagar maiores contribuições previdenciárias.

 

Assim, há empregadores que omitem a exposição a agentes prejudiciais pelos seus trabalhadores e, com isso, pagar menos contribuições.

 

Convém esclarecer que, se a empresa não pagou a contribuição correta, isso não deve prejudicar o trabalhador. Trata-se de uma dívida com o INSS e a empresa deve com ele se acertar, sem impedir a aposentadoria especial.

 

Há ainda casos de empresas que não pagam os adicionais de insalubridade e periculosidade. Quando elas fornecem o PPP e indicam a existência de determinadas condições de trabalho, acabam confessando que os seus empregados possuem direito a estes adicionais. Portanto, mais um motivo para algumas empresas declararem a existência de agentes prejudiciais à saúde no seu ambiente de trabalho.

 

Esse é parte do segredo da aposentadoria especial nas montadoras de automóveis

E SE A EMPRESA NÃO FORNECER O PPP, O QUE FAZER?

 

Caso a empresa não forneça o PPP, outras provas podem ser apresentadas. Por exemplo, um Laudo Pericial produzido na Justiça do Trabalho, um PPP de ex-colegas que trabalharam na mesma função ou o CAT (Comunicado de Acidente de Trabalho) relativo ao agente prejudicial que se pretende demonstrar.

 

É importante deixar claro que não apresentar documento algum é um grande risco. Caso isso ocorra, o INSS não reconhecerá seu direito por completo.

 

Entretanto, se não for possível apresentar provas suficientes para o INSS, é quase certo que seu pedido de aposentadoria especial será negado.

NA AUSÊNCIA DO PPP, É POSSÍVEL PEDIR UMA PERÍCIA JUDICIAL

 

Mas ainda haverá esperanças. Todavia, ao invés de demonstrar o seu direito para o INSS, o caminho mais provável será ingressar com uma ação judicial.

 

Na ação judicial todos os meios lícitos podem ser utilizados para demonstrar o seu direito. E este é mais um segredo da aposentadoria especial nas montadoras de automóveis: a possibilidade da prova pericial judicial.

 

O juiz nomeia um perito judicial que vai até a empresa e avalia todo o ambiente de trabalho. Normalmente este perito é um engenheiro. Ele faz mediação de temperaturas, ruído, luminosidade, a existência de agentes químicos, etc.

 

De vistoria do perito, é feito um Laudo Pericial Judicial que é usado pelo Juiz para analisar se, de fato, há ou não direito à aposentadoria especial.

 

É sempre importante salientar que, como todos sabemos, o processo judicial é lento no Brasil. Mais lento ainda quando é necessária a realização de uma prova pericial. Portanto, o ideal é evitar a necessidade deste tipo de prova, pois a ação durará alguns anos.

 

Além disto, a prova pericial apresenta alguns riscos. Há casos, por exemplo, do perito do juiz se dirigir ao local de trabalho para fazer a vistoria e, entretanto, este local já passou por reformas, está desativado ou então houve a alteração da sistemática de produção. Ou seja, mesmo o trabalhador tendo ficado exposto aos agentes prejudiciais, pode ocorrer do perito do juiz não conseguir constatar este fato durante a perícia.

 

Dessa forma, deve-se buscar a perícia judicial apenas em último caso.

E SE A EMPRESA JÁ FECHOU E NÃO É POSSÍVEL CONSEGUIR O PPP

 

Este problema é muito frequente. Mas ele nos remete a mais um segredo da aposentadoria especial nas montadoras.

 

Evite deixar para providenciar o PPP apenas quando for dar entrada na aposentadoria. Há casos de trabalhadores que deixam transcorrer dez, vinte, trinta ou mais anos para voltar para a empresa e solicitar o PPP. Quando voltam, muitas vezes a empresa não mais existe e é tarde demais.

 

Portanto, o ideal é sempre solicitar o PPP assim que se desligar da empresa.

 

De qualquer modo, se o tempo passou e a empresa fechou, há alguns caminhos que podem ser seguidos para conseguir o PPP.

 

Sobre esse tema, fizemos uma postagem específica A EMPRESA FECHOU E NÃO CONSIGO O PPP. E AGORA, O QUE FAZER? (Parte 1)

CONCLUINDO…

 

Em suma, o segredo da aposentadoria especial nas montadoras é ter consigo toda a documentação que comprove o seu direito.

 

Sempre guarde toda a sua documentação funcional de toda a sua vida. Ela poderá ser muito útil no momento de fazer o seu pedido de aposentadoria.

A fim de saber mais sobre o assunto? Acesse nosso e-book exclusivo e gratuito sobre a APOSENTADORIA ESPECIAL DOS TRABALHADORES DE MONTADORAS clicando na imagem abaixo.

 

ebook

O SEGREDO DA APOSENTADORIA ESPECIAL NAS MONTADORAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *