Compartilhar nas Redes Sociais

Com o auxílio doença indeferido, surgem algumas dúvidas. Primeiramente, a principal dúvida é se o caminho a ser seguido é o recurso no INSS ou uma ação judicial.

É frequente o INSS dar alta médica para pessoas que ainda não estão plenamente aptas para retornar ao trabalho.

Isto se comprova pelo alto número de casos que a Justiça determina que o INSS conceda o auxílio doença ou aposentadoria por invalidez.

Auxílio Doença Indeferido: O que fazer?

Primeiramente, é necessário fazer um PR – Pedido de Reconsideração. Através deste pedido, você será submetido a uma nova perícia. Para saber dicas sobre a perícia do INSS, veja o nosso artigo ANOTE AS DICAS PARA A PERÍCIA MÉDICA DO AUXÍLIO DOENÇA NO INSS.

Em seguida, se ainda assim o benefício não for concedido, você pode interpor um recurso interno na agência do INSS. Este recurso será encaminhado para a Junta de Recursos. Neste recurso é importante, primeiramente, explicar os motivos pelos quais você não concorda com o Perito do INSS e juntar relatórios médicos que comprovam sua incapacidade.

Dessa forma, nessas duas situações, o contrato de trabalho estará suspenso.

Para fazer esse recurso, você pode preencher o formulário padrão do INSS. Para acessá-lo, clique AQUI.

O Pedido de Reconsideração e o Recurso no INSS podem ser feitos sem o auxílio de um advogado.

Uma dica importante: sempre providencie documentos médicos atualizados. Sempre que for passar em uma perícia médica, converse antes com seu médico e peça para ele novos relatórios.

E QUANDO DEVE HAVER A INTERPOSIÇÃO DE AÇÃO JUDICIAL PARA DISCUTIR O AUXÍLIO DOENÇA INDEFERIDO?

A partir da primeira alta médica, já pode o Segurado ingressar com a ação judicial. No entanto, há algumas considerações a serem feitas.

Quando o erro da Perícia do INSS for evidente, recomendamos que se faça o pedido de reconsideração e o recurso. Frequentemente, são caminhos mais rápidos do que a ação judicial.

Entretanto, o recurso administrativo não impede a propositura de ação judicial. Contudo, caso você ingresse com a ação na Justiça, o INSS cancelará o recurso administrativo.

Quando você fizer a interposição de ação judicial, também não haverá obrigatoriedade de auxílio de advogado. Exceção são os casos em que o valor de benefícios atrasados seja superior a 60 salário mínimos e nos casos de acidente de trabalho, pois nesses casos ter um advogado é obrigatório.

Entretanto, independentemente do valor dos benefícios atrasados do auxílio doença indeferido, é altamente recomendável buscar a contratação de um advogado especialista. O processo judicial é muito mais complexo e o INSS estará representado também por advogado. Portanto, apesar de poder ingressar sem advogado no processo, a “briga” com o INSS fica desigual.

Você já ouviu falar em TUTELA ANTECIPADA?

Uma grande vantagem do processo judicial é a possibilidade de concessão de uma TUTELA ANTECIPADA. Em resumo, a TUTELA ANTECIPADA é uma solução que o juiz pode adotar para adiantar sua decisão final. Em outras palavras, e considerando o caso do auxílio doença, se o juiz entender que as chances do seguro ganhar o processo são grandes, ele já pode determinar que o INSS já vá pagando os benefícios mesmo durante o processo. Assim, se o processo durar muito tempo, o segurado vai ficar recebendo os benefícios.

A TUTELA ANTECIPADA é uma ótima saída para quem precisa com urgência voltar a receber seu benefício. Entretanto, para pedir uma TUTELA ANTECIPADA para a Justiça é necessário haver muita cautela e precaução. Para saber mais sobre esse assunto e sobre essas cautelar, veja nosso texto CONCESSÃO DE BENEFÍCIOS DO INSS COM TUTELA ANTECIPADA.

De qualquer forma, converse com seu advogado sobre os riscos de pedir a TUTELA ANTECIPADA no seu caso.

Se acaso você ainda tem dúvidas, clique na imagem abaixo para entrar em contato conosco.

AUXÍLIO DOENÇA INDEFERIDO: O QUE FAZER?
Classificado como:        

77 ideias sobre “AUXÍLIO DOENÇA INDEFERIDO: O QUE FAZER?

  • Avatar
    9 de março de 2019 em 10:32
    Permalink

    O meu pedido de prorrogação foi negada, o que devo fazer?

    Resposta
    • Avatar
      20 de abril de 2020 em 00:29
      Permalink

      Deu indeferido. O INSS n me pagou os 15 dias. E ficou por isso mesmo. Sem falar que voltei a trabalhar antes de cumprir dois meses de afastamento. O documento n dizia a data, voltei a trabalhar por conta própria, um mês depois me colocaram pra fora sem justa causa. O que achei estranho foi que no com quinze dias de afastamento, fiz o agendamento da perícia e no mesmo dia veio uma resposta da empresa no dia 27 do mês dizendo que o pedido do auxílio doença tinha sido negado antes de eu ir pra perícia médica, pode isso? A Empresa me colocou pra fora pra fugir de um processo porque errou algum dado meu?

      Resposta
  • Avatar
    25 de março de 2019 em 23:46
    Permalink

    Esses peritos são uns malditos que pensam que nunca vão precisar passar pelo INSS mas Deus está acima de tudo e de todos , esses vagabundos tratam a gente pior do que um animal nem olham os laudos nem perguntam nada e acha só porque a pessoa as vezes tá andando conversando que está apta para trabalhar mas o mundo gira e tomará que essa profissão de perícia fica em extinção pra eles aprenderem a não tratar ninguem mal mais.

    Resposta
  • Avatar
    28 de março de 2019 em 13:01
    Permalink

    Tenho 16 anos de contribuição do INSS. No ano de 2016 fui demita, estava muito doente e descobri que tenho artrite reumatóide e espondilite anquilosante. Dei entrada no INSS e recebi dois meses de auxílio doença e depois meu pedido foi negado. Já se passaram dois anos. Tenho dores fortíssima se andar muito, ficar em pé ou sentada por muito tempo, não consigo dirigir e fazer tarefas domésticas. Gostaria de saber, se ainda tenho como recorrer ao auxílio doença?

    Resposta
    • Avatar
      16 de março de 2020 em 21:35
      Permalink

      Estou gravida com depressao e crise do pânico tomando 3 medicamentos ante depressivo inss negou 4 laudos da ginecologista. Clinica geral. Psiquiatra.e psicologa isso so pode ser piada ele jogou na mesa minhas receitas como se fosse um bicho e disse so isso algo a declarar isso no final ele nem leu nada. Nem olhou nada verme de gordo eu trabalho telemarkenting fui abandonada na gravidez ja tenho dois filhos sou sozinha tenho crise panico frequente sera lei retorno existe nao acredito mais em nada em ninguem esse mundo esta lixo de se viver ainda fala que lei da mulher estou ae abandonada a pessoa limda e feliz ainda disse filho nao dele pra ele nao assumir impossivel alguem esta normal com tudo estou passando ae vem medigo desgracado se e pode ser chamado de medico verme desse.

      Resposta
  • Avatar
    5 de abril de 2019 em 10:11
    Permalink

    olaa boom dia.. qria uma ajuda sera q vc pode mee ajudar? eu rompi o LCA e estou aguardando cirurgia q n faz na minha cidade moro em campos dos Goytacazes e tenho q ir pro rio onde vou operar,e trabalho com peso 9hrs por dia fiquei encostado por 4meses meu benefício acaba agr dia 15 mas jah recebi a ultima dia 1.. e fiz a pericia essa semana e deu indeferido oq eu faço? ainda sinto mts dores

    Resposta
    • Denis Coltro
      19 de fevereiro de 2020 em 15:17
      Permalink

      Olá Wesley!

      Nesse caso, sugiro que faça uma análise de viabilidade de ação judicial .

      Resposta
  • Avatar
    11 de abril de 2019 em 22:05
    Permalink

    Fui diagnosticada aais de um ano e meio esperando por tratamento de uma doença auto imune e fui na pericia hoje com atestados médicos e foi negado a prorrogação oque devo fazer?

    Resposta
    • Denis Coltro
      19 de fevereiro de 2020 em 15:18
      Permalink

      Olá Aline!

      Precisa ser visualizado sua incapacidade para o trabalho ou atividades domésticas.

      Verifique a viabilidade para uma ação judicial .

      Resposta
  • Avatar
    23 de maio de 2019 em 08:35
    Permalink

    Muito esclarecedor! Parabéns pelo artigo

    Resposta
      • Avatar
        19 de julho de 2019 em 07:16
        Permalink

        Oque fazer quando a pessoa está com alzheimer e sua função era babá e sua patroa a afasta do trabalho e quando vai a perícia da indeferido?
        Tem laudos que comprova exames e receitas!!

        Resposta
    • Avatar
      12 de julho de 2019 em 18:44
      Permalink

      Fiquei afastada durante 3 anos por auxílio doença. Sou soropositiva .tive tuberculose pulmonar,hanseníase,mas meu infecto só coloca a soropositividade indetectavel.tenho depressão grave e síndrome do pânico tbm.O INSS indeferiu voltei trabalhar como auxiliar de enfermagem depois de 5 meses fui demitida pois não tenho condições pois as medicações psicotrópicas e o coquetel não me capacitam mais as minhas atividades.mas a empresa não sabia minha soropositividade pois sei que existe o preconceito.estou passando por sérias dificuldades físicas e financeiras mas mesmo na justiça Federal indeferida meu benefício. Agora estou sem advogado ,marquei nova perícia no INSS mas indeferida novamente.tenho 51 anos de idade hiv desde 1997.mas oque mais me incomoda agora são os problemas psiquiatricos.a depressão está me consumindo.perdi 25 kilos.nao sei oque fazer só vão acreditar quando eu tirar minha vida.

      Resposta
      • Avatar
        10 de março de 2020 em 23:11
        Permalink

        TENHO HÉRNIA DE DISCO VIVO COM DOR NÃO POSSO FAZER NADA POIS ENTRO EM CRISE. TENHO EPILEPSIA DE DIFÍCIL CONTROLE C AUSÊNCIA, TOMO REMÉDIO E TENHO CRISE. TIVE CÂNCER EM 1983, TIVE NOVAMENTE EM 2019, RETIREI AS 2 MAMAS EM 23/4/19. TERMINEI QUIMIO EM 30/10/19. PERITO NEM DEIXA EU FALAR DISSE QUE ESTOU APTA A TRABALHAR. COMO? COM DOR E EM QUAL TRABALHO? SOU CUIDADORA

        Resposta
    • Avatar
      28 de agosto de 2019 em 21:51
      Permalink

      Boa noite ! Dei enteada no meu auxílio doença e veio negado

      Resposta
      • Denis Coltro
        19 de fevereiro de 2020 em 15:11
        Permalink

        Olá1

        Precisa verificar as razões desse indeferimento, para tentar solucionar na Justiça.

        Resposta
    • Avatar
      14 de setembro de 2019 em 00:03
      Permalink

      Boa noite Dr.Estou c de pressão fiquei afastada por 11 meses até internada hj dia 13 fiz uma perícia e foi indeferido não consigo trabalhar pois tomo remédios fortes
      Eu tenho chance de passar em uma perícia com judicial?
      Obrigada

      Resposta
    • Avatar
      21 de novembro de 2019 em 16:32
      Permalink

      Oiii boa tarde !!! Sou técnica de enfermagem estou com depressão dei entrada no inss e foi indeferido, como vou cuidar de pessoas doentes se não me sinto bem e penso em suicidio, estou tomando remédios fortes o q eu faço, trabalho no plantão a noite e não posso tomar remédio na noite do plantão .

      Resposta
      • Denis Coltro
        19 de fevereiro de 2020 em 14:57
        Permalink

        Olá!

        Procure um advogado especializado, para que este analise a possibilidade de ingressar judicialmente.

        Resposta
  • Avatar
    6 de julho de 2019 em 01:03
    Permalink

    Para pedir um recurso no INSS não posso voltar ao trabalho porq estava afastada e o pedido foi indeferido,ou tenho q pegar um atestado com meu meu médico pois já está cessando e eu estou inapta ao trabalho com síndrome do túneldo carpo

    Resposta
  • Avatar
    30 de julho de 2019 em 12:52
    Permalink

    Meu esposo fez a perícia resolutiva o benefício foi mantido mais porém foi pra análise quando saiu o resultado foi pra ele ir pra reabilitação sendo que o trauma dele é na coluna TRM trauma raquimedular ele não fica muito tempo deitado nem sentado e muito menos em pé só com auxílio de uma pessoa posso entrar com recurso administrativo ? Mesmo entrando com o recurso o benefício é mantido? Por favor me ajuda ai

    Resposta
    • Denis Coltro
      19 de fevereiro de 2020 em 15:14
      Permalink

      Olá!!!

      Sim, se foi dado benefício, mesmo recorrendo ele pode ser mantido, pois o recurso tenta melhorar o benefício.

      Mas pode ser reanalisado. Depende do julgador.

      Resposta
  • Avatar
    1 de agosto de 2019 em 21:59
    Permalink

    Sou professora do estado e a 4 meses estao com psiquiatra tratando sindrome de panico ou seja depressao. O governo negou 30 dias indeferiu meu recurso e a escola svisou qur vai descontar meu salario. Quais procedimentos teve tomar. Sem salario p comprar meus remedios.

    Resposta
    • Denis Coltro
      19 de fevereiro de 2020 em 15:13
      Permalink

      Olá Marilda.

      Sugiro que nesse caso, entre com ação discutindo esses pagamentos.

      Resposta
  • Avatar
    14 de agosto de 2019 em 11:24
    Permalink

    Tenho esclerodermia doença auto imune e meu auxílio doença foi indeferido

    Resposta
    • Denis Coltro
      19 de fevereiro de 2020 em 15:12
      Permalink

      Olá Jeane, nesse caso precisa ver a sua incapacidade para o trabalho ou atividades domésticas.

      Caso contrário, não terá direito ao benefício.

      Resposta
      • Avatar
        21 de fevereiro de 2020 em 13:43
        Permalink

        Boa tarde ! Tenho escoliose dês da infância,porém nunca tive problemas para fazer qualquer atividade. Porém após a gestação do meu segundo filho,hoje com 8 meses ,tenho tudo crises constantes de dor ,faço tratamento com medicação, fisioterapia e aculpultura. Até o momento não consigo sair da crise de dor ,já fiz duas perícias e ambas indeferidas , a última dia 19/02 ,fiz a mesma com crise de dor ,inclusive ontem voltei O hospital travada e o médico me afastou por mais 15 dias . O que eu faço ? Faz 3 meses que não recebo nada .

        Resposta
        • Denis Coltro
          21 de fevereiro de 2020 em 16:57
          Permalink

          Olá, tudo bem?

          Pelo que vi, você teve um benefício de auxílio-doença negado ou recebeu a alta programada do INSS.

          Assim, a primeira coisa a fazer é se colocar a disposição do empregador, caso esteja com Carteira assinada, para não dar nenhum problema trabalhista de abandono de emprego, pois há discussão na Justiça se o pedido de reconsideração ou recurso administrativo suspende o contrato de trabalho.

          Agora, se você não está com carteira assinada, não terá essa preocupação.

          Sugiro que após fazer isso, procure o apoio de um profissional especializado, pelo fato de que, não compensa recorrer administrativamente nos casos de benefício por incapacidade.

          Lembrando que o processo judicial não suspenderá seu contrato de trabalho. E assim, é importante se colocar a disposição do empregador.

          Você pode pegar outros atestados, e entrar com um novo pedido administrativo de afastamento.

          Resposta
  • Avatar
    27 de agosto de 2019 em 22:16
    Permalink

    Boa noite, realizei hj pedido de prorrogação de benefício junto a agencia do INSS, O MESMO FOI INDEFERIDO, APRESENTEI LAUDOS MEDICOS, EXAMES ATUALIZADOS, FUI ATENDIDO POR UMA MEDICA QUE JA ME HAVIA NEGADO O BENEFÍCIO, A MESMA NAO SE DEU ATENCAO PARA LER OS REFERIDOS, COMO PROCEDER PERANTE AO INSS, POIS CONTINUO EM TRATAMENTO (INFARTO DO MIOCÁRDIO AGUDO, ANEURISMAS DE AORTA E INCAPAPACIDADE LABORATIVA), CONFORME OS LAUDOS.

    Resposta
  • Avatar
    4 de setembro de 2019 em 09:12
    Permalink

    Olá bom dia meu irmão saiu de uma reabilitação e trabalhou 2 meses e foi dispensado ele tem estabilidade muito obrigado

    Resposta
    • Denis Coltro
      19 de fevereiro de 2020 em 15:08
      Permalink

      Olá!

      Só terá estabilidade se ficou afastado pelo auxílio-doença acidentário.

      Resposta
  • Avatar
    6 de setembro de 2019 em 15:28
    Permalink

    Boa tarde tive meu auxílio doença cessado porém fiquei com sequelas como faço pra entrar com pedido de auxílio acidente.

    Resposta
    • Denis Coltro
      19 de fevereiro de 2020 em 15:07
      Permalink

      Olá Elisangela.

      Terá a necessidade de juntar toda a documentação médica e ingressar judicialmente. Busque o apoio de um profissional.

      Resposta
    • Avatar
      30 de junho de 2020 em 08:12
      Permalink

      Estou a 3 meses parado! Sem receber 1 real, fiquei doente logo no inicio da pandémia…
      Logo eh tive que ir ao médico, para ver oque estava acontecendo, me deram 14 dias de atestado blz, fiquei os dias em casa, voltei no 15 ao serviço daii, eu ainda tava duente, voltei ao médico no dia seguinte, fiquei entre os suspeitos do virus, mandei via whatsapp para a gerente o atestado de 12 dias, afasto até minha mulher o médico, enfim…
      Hoje estou com 3 requerimentos indeferidos pq desesperado tentei 3 vezes mais as 3 foram negadas, e 1 recurso ordinario em andamento no app do inss para ver se consigo algo, pago aluguel e demais contas preciso do dinheiro, como na época q fui afastado deu problema no pagamento tanto do vr, quanto do vt, depositaram na minha conta online, só que como fiquei parado! Não necessitei de utilizar a condução! E agora até para voltar a trabalhar não tenho como, estou num beco sem saida, não sei mais oque fazer!!!

      Resposta
      • Denis Coltro
        1 de julho de 2020 em 13:52
        Permalink

        Olá!

        No seu caso somente na justiça para resolver e ter sua documentação em mãos.

        Resposta
  • Avatar
    14 de setembro de 2019 em 16:11
    Permalink

    Boa tarde tudo bem? Gostaria de saber se é legal o perito do inss receber 57.alguma coisa para indeferir um benefício? Tenho todos exames que comprova minha incapacidade para o trabalho, mas o inss paga os peritos para dizer que estou apta e nao possuo nenhuma deficiência.,Esta pericia q fiz foi de recurso, ainda posso recorrer sobre este resultado indeferido? E na Justiça demora?

    Resposta
  • Avatar
    17 de setembro de 2019 em 09:31
    Permalink

    adquiri sérios problemas no joelho no na coluna a propria junta de medicos dos correios me afastaram como inapto. porem por duas pericias seguidas o inss deu como indeferido. tenho dois filhos pequenos, e nao posso ficar sem receber. Alem do que, com essa greve, alguns casos desses, os correios nos exames de volta ao trabalho, tão dando como impossibilitado e manda voltar pra casa e ficamos sem receber. o que eu faço?

    Resposta
    • Denis Coltro
      19 de fevereiro de 2020 em 15:07
      Permalink

      Olá!

      Sugiro que busque o apoio de um advogado, pois a saída será ingressar judicialmente ou fazer um novo pedido de benefício no INSS.

      Resposta
  • Avatar
    19 de setembro de 2019 em 16:13
    Permalink

    Segurado com esquizofrenia tem seu pedido administrativo indeferido (auxílio doença) em 2016. Não recorre administrativamente e nunca mais contribui. Seu prazo mantendo a qualidade de segurado era até março de 2016. Ainda há chance de discutir judicialmente e pleitear o benefício negado anos atras?

    Resposta
  • Avatar
    20 de setembro de 2019 em 08:52
    Permalink

    Bom dia tdo bem?
    Passei em uma perícia e foi negado o pedido de prorrogação teria que voltar ao trabalho no próximo mês (outubro)
    Se eu entrar com o pedido junto a junta do INSS eu tenho que voltar ao trabalho normalmente mesmo tendo feito o pedido de reconsideração??
    E se voltar ao trabalho volto diretamente ou a empresa teria que marcar algum médico pro médico da empresa avaliar se estou realmente apto?

    Resposta
    • Denis Coltro
      19 de fevereiro de 2020 em 15:02
      Permalink

      Olá Fernando!

      Sim, terá que se colocar a disposição do empregador.
      Cuidado com essa espera da resposta do INSS, e não ter problema no seu trabalho.

      Após o indeferimento, busque o apoio de um profissional especializado na área.

      Resposta
  • Avatar
    20 de setembro de 2019 em 11:44
    Permalink

    Doutor meu nome é Leonardo sofri um acidente em 15/09/18 e quebrei o femo fiz uma perícia dia 09/08/19 e foi ideferido… Já fiz mais duas perícias e foi indeferido também… Porém tenho uma lesão nós nervos da perna que não mim da o movimento do tornozelo e não tenho sensibilidade na perna… Estou planejando entrar com uma ação judicial o que o senhor mim diz?

    Resposta
    • Denis Coltro
      19 de fevereiro de 2020 em 15:01
      Permalink

      Olá Leonardo.

      Está correto, ingresse judicialmente pois passará por perícia especializada.

      Verifique o apoio de um advogado nesse momento.

      Resposta
  • Avatar
    30 de setembro de 2019 em 18:03
    Permalink

    Olá Dr. Lucas, meu xará, tive um beneficio de auxílio-doença indeferido e pretendo entrar com recurso na Justiça Federal, gostaria de saber se basta comparecer já JF para dar entrada no processo e se
    posso retornar ao trabalho, mesmo sem me sentir em condições, durante a tramitação do processo. Obrigado

    Resposta
    • Denis Coltro
      19 de fevereiro de 2020 em 15:00
      Permalink

      Olá!!!!

      Nesse caso, poderá entrar no JEF sem advogado, mas indico que vá com um advogado desde o inicio.

      E se coloque a disposição do seu empregador.

      Espero ter ajudado.

      Resposta
  • Avatar
    8 de novembro de 2019 em 13:56
    Permalink

    Olá.
    Minha mãe teve a prorrogação do auxílio doença indefiro.
    Entrei com um advogado para recorrer na justiça, porém o prazo que foi estimado era de 30 dias para ser marcado a perícia, caso não fosse marcado até essa data poderia ser prorrogado por mais 30 dias. E isso acabou acontecendo já faz aproximadamente 80 dias e até agora não foi marcado a perícia. Oque fazer nesse caso ? Caso volte a receber o benefício ela consegue receber os meses atrasados?
    Grata!

    Resposta
    • Denis Coltro
      19 de fevereiro de 2020 em 14:59
      Permalink

      Olá!!!

      Tem demora em processo judicial. Tudo vai depender da organização judiciária. E sim, recebe os atrasados se ficar reconhecido o direito ao benefício.

      Resposta
  • Avatar
    13 de novembro de 2019 em 13:01
    Permalink

    Parabéns pela página muito esclarecedora tive conhecimento de direitos que não sabia, nesse momento difícil do pedido de auxilio doença negado pelo INSS e bom saber dos nossos direitos.

    Resposta
  • Avatar
    8 de dezembro de 2019 em 13:07
    Permalink

    Bom dia!

    Dr. Lucas o que fazer quando o segurado vai para a pericia eo INSS indefere o beneficio sob alegação de que esta não tem qualidade de segurado? a pessoa tem qualidade pois aparecem no CNIS os salários de contribuição total de 19 contribuições embora seja o primeiro registro em CTPS. Ela deve requerer nova pericia ou ingressar com recurso por se tratar de questão relativa a contribuições? ou ainda tentar retornar ao posto de trabalho? e se a empresa se recusar a coloca-la de volta no posto de trabalho? cabe ação judicial de rescisão contratual? Obrigado.

    Resposta
    • Denis Coltro
      19 de fevereiro de 2020 em 14:56
      Permalink

      Precisa ter 12 contribuições sem perder a qualidade de segurado.

      Tome cuidado na análise do seu CNIS.

      Resposta
  • Avatar
    18 de dezembro de 2019 em 07:29
    Permalink

    Olá bom dia estou com vários problemas de saúde um deles e os ombros um com rotura indicação pra cirurgia fiz duas perícias e tomei pau entrei na Justiça do trabalho também não consegui hoje vou marcar cirurgia do ombro não sei o que fazer se passaram 3 meses sou autônomo pago meu carnê e não posso continuar fazendo minhas atividades no salão de beleza

    Resposta
    • Denis Coltro
      19 de fevereiro de 2020 em 14:55
      Permalink

      Olá!!!

      Sugiro que faça um novo agendamento de benefício no INSS.

      E após, ingresse judicialmente.

      Resposta
  • Avatar
    4 de janeiro de 2020 em 12:03
    Permalink

    Bom dia! Fiz um pedido de prorrogação de auxílio doença no INSS, este foi indeferido. Entrei então com uma ação judicial, após isso, fiz um novo pedido de auxílio e este foi concedido. E agora, com a ação judicial em curso, meu advogado disse que teria que pedir a extinção da ação, já que teria perdido o objeto jurídico. Porém, e o período que eu fiquei sem receber, não conta? Gostaria que me esclarecesse se essa informação procede.

    Resposta
  • Avatar
    27 de janeiro de 2020 em 23:49
    Permalink

    Fiquei 2 anos afastada e o INSS me negou aí voltei a trabalha mais com um mês fui mandada embora mais a doenças não foi adquirida na empresa.estou desempregada e vou fazer mais 2 cirurgia gostaria de saber se consigo me afastar novamente

    Resposta
    • Denis Coltro
      19 de fevereiro de 2020 em 14:53
      Permalink

      Olá!!!

      Pode fazer um novo pedido e ver a decisão do INSS, e se for o caso, ingressar com ação judicial.

      Espero ter ajudado.

      Resposta
  • Avatar
    5 de março de 2020 em 22:18
    Permalink

    Boa noite.
    Sou técnico em enfermagem, tenho problemas com depressão após perder meus entes queridos no local de trabalho, desde então não consigo desenvolver minhas atividades,tenho isolamento social, e tentativa de auto extermínio. Fiquei 6meses afastado e fui solicitar a prorrogação e fui indeferido. O que faço? Pois sei que esse recurso demora e nunca é favorável pra nós

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *