Compartilhar nas Redes Sociais

A ação trabalhista pode aumentar o valor da aposentadoria e de outros benefícios previdenciários. Saiba como.

A ação trabalhista pode aumentar o valor da aposentadoria, auxílio doença ou pensão por morte. Para isso, é necessário que ela tenha sido julgada procedente para reconhecer verbas salariais. Há casos em que mesmo quando houve acordo, pode ser possível fazer a revisão.

Na ação trabalhista, há incidência de contribuições para o INSS. Portanto, se houve ganho da causa, as verbas trabalhistas deverão ser incluídas no cálculo do valor dos benefícios. Por exemplo, isso serve para horas extras, diferenças salariais, adicionais de periculosidade e insalubridade, entre outros.

Entretanto, mesmo recebendo as contribuições, o INSS não faz o recálculo automaticamente.

Por isso, se você teve processo trabalhista, deve pedir a revisão.

(o texto continua após o vídeo)

E como devo proceder?

Em primeiro lugar, deve ser providenciada uma cópia integral do processo trabalhista. Esta cópia deve conter autenticação (que pode ser obtida na Justiça do Trabalho).

Logo após isto, você deve se dirigir ao INSS e pedir a averbação destas contribuições. Contudo, caso o INSS não faça essa averbação, você deve procurar um advogado especialista.

Ao se dirigir ao advogado, é importante que você leve todos os seus documentos previdenciários e trabalhistas. Por exemplo: Carteiras de Trabalho, Carta de Concessão do benefício, holerites, carnês, TRCT- Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho, entre outros.

Com esses documentos em mãos, o advogado poderá analisar a questão da averbação. Além disto, também poderá avaliar outros equívocos que o INSS possa ter cometido no seu benefício. Desta forma, terá condições de identificar outros argumentos para conseguir a revisão.

Outro aspecto importante é que na lei há margem para interpretar que esse pedido deve ser feito em até dez da concessão da aposentadoria. Portanto, é importante que você busque o seu direito à revisão antes deste prazo.

No entanto, caso já tenha passado o prazo de dez anos, não deixe de tentar o seu direito. Há argumentos e possibilidades de conseguir a revisão mesmo após tal prazo.

Muitas pessoas desconhecem que a ação trabalhista pode aumentar o valor da aposentadoria. Assim, deixam de fazer a revisão de aposentadoria ou de outros benefícios que receberam ou recebem.

Se acaso você ficou com alguma dúvida, clique na imagem abaixo e conte o seu caso.

AÇÃO TRABALHISTA PODE AUMENTAR O VALOR DA APOSENTADORIA

25 ideias sobre “AÇÃO TRABALHISTA PODE AUMENTAR O VALOR DA APOSENTADORIA

  • Avatar
    24 de setembro de 2018 em 09:26
    Permalink

    Estou com uma advogada aqui em campinas SP desde 2016 segundo ela minha contagem pra aposentar já deu só que ela entra no INSS eles recorrem teriam alguma coisa que eu poderia fazer pra conseguir aposentar

    Resposta
    • Avatar
      15 de outubro de 2018 em 17:43
      Permalink

      Olá Carlos Alberto. O procedimento da APOSENTADORIA ESPECIAL pode ser demorado sim. Também pode ocorrer de haver recursos. Portanto, pela sua narrativa, não há nada que indique que há algum problema no seu pedido.

      Boa sorte!

      Abraços!

      Resposta
    • Avatar
      12 de julho de 2019 em 15:31
      Permalink

      Trabalhei em dois empregos ao mesmo tempo. Sei que não conta para o calculo do tempo de contribuição, mas os valores recebidos no periodo entram para o calculo do valor final da aposentadoria?

      Resposta
  • Avatar
    4 de abril de 2019 em 10:21
    Permalink

    Meu caso bem parecido com a primeira parte da matéria. Após ter ficado em auxilio doença por alguns meses fui demitida. Entrei com ação trabalhista não para retornar mas para receber o de direito. Ganhei após 5/7 anos. Foi recolhido para o INSS um valor de 14 mil reais em meu CPF. Tenho direito a revisão do beneficio passado e no futuro esse valor poderá aumentar meu cálculo de aposentadoria ou contaria como contribuição durante esse período do processo. Tenho apenas copia não autenticada do alvará ao INSS. Agradeço atenção.

    Resposta
    • Denis Coltro
      4 de março de 2020 em 14:31
      Permalink

      Olá, tudo bem?

      A ação trabalhista poderá aumentar o valor do seu benefício, desde que haja condenação da empresa em verbas rescisórias. Além é claro, de eventual reconhecimento de vinculo empregatício.

      Agora, se mesmo que haja essa condenação, e seus salário era o teto do INSS, e suas contribuições limitadas a isso, o recolhimento a mais pela empresa não será importante para a revisão, pois, as contribuições anteriormente feitas já estavam no teto.

      O que pode ser interessante é o reconhecimento de vínculo, eu poderá amenizar os efeitos do fator previdenciário, ou fazer você escapar dos efeitos drásticos da reforma da previdência.

      Nesse caso é importante procurar um profissional especializado.

      Resposta
  • Avatar
    27 de abril de 2019 em 11:34
    Permalink

    Olá Dr, td certo? Gostaria que tirasse uma dúvida: Me aposentei em 2009 , entrei no fator previdenciário. O fator foi calculado sobre o teto do inss na época. Ganhei uma disputa trabalhista em 2017. Minha dúvida é se posso pedir uma revisão da aposentadoria com essa causa trabalhista ganha e melhorar meu benefício. Desde já agradeço a atenção dispensada.

    Resposta
    • Denis Coltro
      4 de março de 2020 em 14:30
      Permalink

      Olá, tudo bem?

      A ação trabalhista poderá aumentar o valor do seu benefício, desde que haja condenação da empresa em verbas rescisórias. Além é claro, de eventual reconhecimento de vinculo empregatício.

      Agora, se mesmo que haja essa condenação, e seus salário era o teto do INSS, e suas contribuições limitadas a isso, o recolhimento a mais pela empresa não será importante para a revisão, pois, as contribuições anteriormente feitas já estavam no teto.

      O que pode ser interessante é o reconhecimento de vínculo, eu poderá amenizar os efeitos do fator previdenciário, ou fazer você escapar dos efeitos drásticos da reforma da previdência.

      Nesse caso é importante procurar um profissional especializado.

      Resposta
  • Avatar
    28 de abril de 2019 em 12:05
    Permalink

    Olá Dr, td certo? Gostaria que tirasse uma dúvida: Me aposentei em 2009 , entrei no fator previdenciário. O fator foi calculado sobre o teto do inss na época. Ganhei uma disputa trabalhista no ano passado. Minha dúvida é se posso pedir uma revisão da aposentadoria com essa causa trabalhista ganha e melhorar meu benefício. Desde já agradeço a atenção dispensada.

    Resposta
      • Avatar
        23 de janeiro de 2020 em 14:15
        Permalink

        Trabalhei numa empresa desde 2004 e em 2013 fui aposentado por invalidez e pedi a recisão da empresa porém não queria fazer mais parte dela aí fui fórum trabalhos onde foi feito um acordo e ganhei a causa em 2016 e não recebi nada por isso queria saber se tem como fazer uma averbação ou pedir um pedido de revisão ao INSS ok fico no aguardo pô

        Resposta
        • Denis Coltro
          4 de março de 2020 em 14:25
          Permalink

          Olá, tudo bem?

          A ação trabalhista poderá aumentar o valor do seu benefício, desde que haja condenação da empresa em verbas rescisórias. Além é claro, de eventual reconhecimento de vinculo empregatício.

          Agora, se mesmo que haja essa condenação, e seus salário era o teto do INSS, e suas contribuições limitadas a isso, o recolhimento a mais pela empresa não será importante para a revisão, pois, as contribuições anteriormente feitas já estavam no teto.

          O que pode ser interessante é o reconhecimento de vínculo, eu poderá amenizar os efeitos do fator previdenciário, ou fazer você escapar dos efeitos drásticos da reforma da previdência.

          Nesse caso é importante procurar um profissional especializado.

          Resposta
  • Avatar
    3 de maio de 2019 em 16:00
    Permalink

    Boa tarde Dr.
    As horas extras ganhas judicialmente poderá aumentar o meu tempo de contribuição mesmo após ter me aposentado proporcional com 30 anos de contribuição, espécie (42)

    Resposta
    • Avatar
      5 de maio de 2019 em 10:09
      Permalink

      Olá Paulo!
      Sim. Todos os direitos trabalhistas podem ser incorporados na aposentadoria.
      Só não serão incorporados se forem relativos ao período posterior à aposentadoria.

      Resposta
  • Avatar
    28 de maio de 2019 em 11:44
    Permalink

    Olá, Dr., sou aposentada pelo regime estatutário, trabalhei 37 anos e recebia 20% de insalubridade, e nos 5 anos antecedentes à aposentadoria exerci atividades num setor que me deu o direito de receber 40%.Entrei com uma ação trabalhista e ganhei a causa, mas depois da aposentadoria . É possível incluí este percentual no salário atual?

    Resposta
    • Denis Coltro
      4 de março de 2020 em 14:29
      Permalink

      Olá, tudo bem?

      A ação trabalhista poderá aumentar o valor do seu benefício, desde que haja condenação da empresa em verbas rescisórias. Além é claro, de eventual reconhecimento de vinculo empregatício.

      Agora, se mesmo que haja essa condenação, e seus salário era o teto do INSS, e suas contribuições limitadas a isso, o recolhimento a mais pela empresa não será importante para a revisão, pois, as contribuições anteriormente feitas já estavam no teto.

      O que pode ser interessante é o reconhecimento de vínculo, eu poderá amenizar os efeitos do fator previdenciário, ou fazer você escapar dos efeitos drásticos da reforma da previdência.

      Nesse caso é importante procurar um profissional especializado.

      Resposta
  • Avatar
    15 de junho de 2019 em 10:46
    Permalink

    POde sim. Comigo aconteceu algo parecido. Ganhei ação trabalhista 9 HORAS EXTRAS) e meu benificio esta sendo refeito ja com autorização da Justça

    Resposta
  • Avatar
    10 de outubro de 2019 em 17:04
    Permalink

    Tenho um processo trabalhista ganho (Horas Extras + Equiparação).
    Quando na ativa sempre paguei o INSS pelo teto.
    Pra ganhar tempo posso entrar direto com ação ou tem que passar primeiro pelo INSS e caso eles neguem aí entrar com ação?

    Resposta
    • Denis Coltro
      4 de março de 2020 em 14:28
      Permalink

      Olá, tudo bem?

      A ação trabalhista poderá aumentar o valor do seu benefício, desde que haja condenação da empresa em verbas rescisórias. Além é claro, de eventual reconhecimento de vinculo empregatício.

      Agora, se mesmo que haja essa condenação, e seus salário era o teto do INSS, e suas contribuições limitadas a isso, o recolhimento a mais pela empresa não será importante para a revisão, pois, as contribuições anteriormente feitas já estavam no teto.

      O que pode ser interessante é o reconhecimento de vínculo, eu poderá amenizar os efeitos do fator previdenciário, ou fazer você escapar dos efeitos drásticos da reforma da previdência.

      Nesse caso é importante procurar um profissional especializado.

      Resposta
  • Avatar
    27 de dezembro de 2019 em 22:29
    Permalink

    Ola boa noite Doutor. Mesmos ação trabalhista filme por acidente do trabalho ganhando a causa pensão vitalícia laudo total permanente tem possibilidade de aumentar o benefício porque não sou aposentado tava recebendo o benefício o INSS cortou em fevereiro de 2018 depois de 10 anos recebendo benefício na reabilitação não me deram curso nenhuma me cortaram seco entre na justiça o juiz me deu três meses porque o médico perito não foi muito bom acho que deu parcial né depois dos três meses eu fiz a perícia administrativa no INSS me deram mais seis meses aí quando eu fui fazer a outra eles negaram novamente aí já tava em recurso na segunda instância quando eu fiz a perícia administrativa ainda tá lá não vou chegou nada só que nesse período eu entrei com ação trabalhista esse laudo deu favorável total permanente eu ganhei ação ajuda se aposentar e esse aumento tem possibilidade de aumentar o benefício se a causa venha ganhar e me responde por favor desde já obrigado

    Resposta
    • Denis Coltro
      4 de março de 2020 em 14:27
      Permalink

      Olá, tudo bem?

      A ação trabalhista poderá aumentar o valor do seu benefício, desde que haja condenação da empresa em verbas rescisórias. Além é claro, de eventual reconhecimento de vinculo empregatício.

      Agora, se mesmo que haja essa condenação, e seus salário era o teto do INSS, e suas contribuições limitadas a isso, o recolhimento a mais pela empresa não será importante para a revisão, pois, as contribuições anteriormente feitas já estavam no teto.

      O que pode ser interessante é o reconhecimento de vínculo, eu poderá amenizar os efeitos do fator previdenciário, ou fazer você escapar dos efeitos drásticos da reforma da previdência.

      Nesse caso é importante procurar um profissional especializado.

      Resposta
  • Avatar
    19 de janeiro de 2020 em 12:29
    Permalink

    Bom dia Dr!
    Sou MEI-Microempreendedor Individual há 10 anos e trabalhei antes em uma empresa, por 14 anos, como empregado. Em novembro do ano passado me aposentei por idade com um salário mínimo. Ocorre que ganhei e recebi uma ação trabalhista contra a empresa onde trabalhei, sendo que nessa ação trabalhista incluía também diferenças salariais e horas extras. O recebimento da ação trabalhista ocorreu antes de eu me aposentar, sendo que o INSS não computou os valores recebidos na referida ação trabalhista, nos salários de contribuição., que deram origem à aposentadoria de um salário mínimo. Se fosse computar as verbas salariais da ação trabalhista, o valor da aposentadoria seria muito maior.
    Pergunto: Eu sendo MEI, que dá direito a apenas um salário mínimo de aposentadoria, posso pedir a revisão da aposentadoria, ou por ser MEI não tenho o direito à revisão?

    Resposta
    • Denis Coltro
      4 de março de 2020 em 14:26
      Permalink

      Olá, tudo bem?

      A ação trabalhista poderá aumentar o valor do seu benefício, desde que haja condenação da empresa em verbas rescisórias. Além é claro, de eventual reconhecimento de vinculo empregatício.

      Agora, se mesmo que haja essa condenação, e seus salário era o teto do INSS, e suas contribuições limitadas a isso, o recolhimento a mais pela empresa não será importante para a revisão, pois, as contribuições anteriormente feitas já estavam no teto.

      O que pode ser interessante é o reconhecimento de vínculo, eu poderá amenizar os efeitos do fator previdenciário, ou fazer você escapar dos efeitos drásticos da reforma da previdência.

      Nesse caso é importante procurar um profissional especializado.

      Resposta
  • Avatar
    29 de fevereiro de 2020 em 04:57
    Permalink

    Ganhei uma ação trabalhista na área bancária em relação a 7 e 8 horas extras. Já era descontando da minha folha de pagamento o valor do teto máximo do INSS
    Mesmo assim a empresa foi condenada a recolher cerca de 50mil Reais de INSS.
    Estou afastado do trabalho e recebo auxílio doença que agora em uma outra ação o juiz reconheceu todos os períodos desde Janeiro de 2017 até junho de 2020 como auxílio doença por acidente de trabalho B91. Gostaria de saber se tenho direito de alguma revisão nos valores que recebi e ainda vou receber, pois foi um valor muito expressivo que foi recolhido para o INSS.
    Deixo meu contato para disponibilidade e também posso contrata-los
    48 999054219

    Resposta
    • Denis Coltro
      4 de março de 2020 em 14:24
      Permalink

      Olá, tudo bem?

      A ação trabalhista poderá aumentar o valor do seu benefício, desde que haja condenação da empresa em verbas rescisórias. Além é claro, de eventual reconhecimento de vinculo empregatício.

      Agora, se mesmo que haja essa condenação, e seus salário era o teto do INSS, e suas contribuições limitadas a isso, o recolhimento a mais pela empresa não será importante para a revisão, pois, as contribuições anteriormente feitas já estavam no teto.

      O que pode ser interessante é o reconhecimento de vínculo, eu poderá amenizar os efeitos do fator previdenciário, ou fazer você escapar dos efeitos drásticos da reforma da previdência.

      Nesse caso é importante procurar um profissional especializado.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *